Blog

4 Doenças mais comuns em bezerros

4 Doenças mais comuns em bezerrosTodos os profissionais da pecuária leiteira sabem da importância dos cuidados com a criação de bezerros. Neste período de vida do animal, após o seu nascimento, pode haver maior incidência de doenças por causa da baixa imunidade. Por isso, é extremamente necessário que os cuidados com a saúde e com a alimentação sejam realizados corretamente. Assim, o bezerro deixa de ser sensível e passa ser saudável.

Os bezerros recém-nascidos ou aqueles que não adquiriram ou que possuem uma imunidade muito frágil são mais propensos a doenças. Veja as 4 principais doenças recorrentes nessa fase:

 
1) Diarreia

 

Doença causada por vários agentes infecciosos (bactérias, vírus, infecção por protozoários). Pode ser resultado da combinação de ambiente inadequado, imunidade baixa dos animais e contato com agentes infecciosos. É um grande prejuízo por ser uma doença que apresenta alta taxa de mortalidade.

Sintomas: fezes pastosas com desidratação intensa, rabo levantado, cólicas, boca e focinho secos.

Como evitar a diarreia?

Atitudes simples evitam a doença, como:  manter um ambiente limpo e higiênico, fornecimento correto do colostro e evitar a superlotação de bezerros.

 
2) Pneumonia

 

Doença multifatorial, causada pela interação de um ou mais microrganismos com condições estressantes. As manifestações podem variar desde subclínicas a agudas e fatais. A maior parte dos quadros de pneumonia ocorre entre 6 a 8 semanas de idade.

Sintomas: febre alta, fraqueza, secreções catarrais, temperatura retal acima de 41ºC; dificuldade respiratória e diarreia.

Como evitar a pneumonia?

É importante que os bezerros leiteiros estejam em um ambiente confortável, limpo e protegido para evitar o vento, pó e umidade, e que tenham a ingestão correta de colostro de qualidade. Também existem vacinas que agem contra os principais agentes causadores de pneumonia.

 
3) Tristeza Parasitária Bovina

 

É uma doença transmitida pelo carrapato ou insetos hematófagos. Animais com baixa resistência como os bezerros nos primeiros meses de vida possuem maior vulnerabilidade à tristeza parasitária.

Sintomas: febre e anemia, urina escura parecida com sangue, respiração ofegante e desidratação, podendo levar o animal à morte.

Como evitar a tristeza parasitária?

Fazer o controle de carrapatos e utilizar medicamentos para a prevenção de agentes infecciosos.

 
4) Onfaloflebite

 

É um processo inflamatório da veia umbilical, causada pela cura inadequada do umbigo. A infecção provoca a onfalite que impede a cicatrização e o canal do umbigo permanece aberto, facilitando a entrada de microrganismos.

Sintomas: aumento do umbigo, dores abdominais. A evolução do quadro gera hepatite, peritonite ou abscesso hepático.

Como evitar a onfaloflebite?

Fazer a correta cura do umbigo, realizando a desinfecção com produtos recomendados tecnicamente, como o iodo.

 

DICA OURO BRANCO:

 

O bezerro é um alvo fácil para as doenças. Uma das melhores formas de proteger o animal é o fornecimento de colostro de qualidade! Forneça no mínimo 10% do peso vivo nas primeiras 6 horas de vida.

 

New Call-to-action

 

Fundação Roge

Fundação Roge

Apaixonados por educação para o campo! Incansáveis. Ilimitados. Somos um time de talentos, prontos para realizar, para encantar e mais prontos ainda para transformar.