Blog

Como reduzir casos de mastite com o manejo de higiene na ordenha

Como reduzir casos de mastite através do correto manejo de higiene na ordenha

* Texto adaptado do trabalho de conclusão de curso “Qualidade do leite e manejo de ordenha em um propriedade leiteira no município de Itajubá-MG", de Emanuelle Aline Xavier dos Santos, aluna do Curso de Agropecuária da Academia do Leite, sob orientação do professor: Thiago Morais Duarte.


Foram avaliados os principais pontos para um leite de qualidade e um manejo de ordenha adequado. Foi analisada a enfermidade conhecida como Mastite, com maior aprofundamento na Mastite Subclínica, em que havia maior incidência na propriedade.

Leite de Qualidade e Manejo de Ordenha

 

O manejo da ordenha é fundamental, tanto na qualidade do leite, quanto na quantidade produzida, envolvendo fatores de bem-estar animal, saúde de úbere, de higienização na ordenha. Leite de qualidade é aquele que é produzido por vacas sadias!

Analisando a propriedade no município de Itajubá-MG, foram avaliados quais são os principais pontos para um leite de qualidade por meio de manejo de ordenha adequado. A enfermidade conhecida como Mastite, com maior aprofundamento na Mastite Subclínica, foi constatada que havia maior incidência na propriedade.

Afinal, o que é Mastite?

 

Mastite é o processo inflamatório da glândula mamária, podendo ser infecciosa ou traumática, além de provocar a redução da produção, juntamente com o aumento da Contagem de Células Somáticas (CCS).

Importância do controle da Mastite

 

É importante fazer o controle da mastite, pois ela afeta diretamente na qualidade do leite. De acordo com estudos realizados, 30% está relacionada a mastite clínica e 70% a mastite subclínica (GUIMARÃES, 2013).

Mastite clínica

 

Sinais clínicos: Úbere inflamado e dolorido, febre, queda na produção, ou nenhuma alteração anatômica, apresentando grumos no leite.

Diagnóstico: Teste da caneca de fundo preto ou telado.

Mastite subclínica

 

Sinais Clínicos: Não apresenta.

Diagnóstico: Teste de CMT (Califórnia Mastite Teste).

Métodos de prevenção Mastite Subclínica

 

  • Higiene dos equipamentos;

  • Higiene dos ordenhadores;

  • Desinfecção de tetos.

Boas práticas de Manejo na Ordenha

 

  • Lavar os tetos com água corrente ou clorada;

  • Realizar teste da caneca de fundo preto ou telada;

  • Fazer o pré-dipping corretamente;

  • Secar os tetos com papel toalha;

  • Fazer o pós-dipping;

  • Observar os sinais apresentados pelas vacas (Ex.: Diminuição na produção e alimentação);

  • Assegurar um ambiente limpo e confortável antes, durante e depois da ordenha;

  • Manter rotina de ordenha.

Estudo de Caso

 

O objetivo do estudo de caso foi apresentar as principais características e a importância de produzir um leite de qualidade, por meio do manejo de ordenha para os funcionários da propriedade.

Metodologia

 

O trabalho foi realizado nos meses entre junho e agosto de 2018, com o total de 22 animais. Para analisar a eficiência do manejo de ordenha foi realizado o teste CMT quinzenalmente.

  • Manejo de ordenha realizado antes do estudo de caso: Pré dipping, secagem de tetos, colocação das teteiras e pós dipping.

 

  • Novo manejo de ordenha: dipping (limpeza dos tetos com água clorada), teste de caneca do fundo preto, pré dipping, secagem de tetos, colocação das teteiras e pós dipping.

 

Passo a passo do novo processo de ordenha:

 

Manejo de ordenha

Teste de CMT

 

Para a execução do teste de CMT foram utilizados os seguintes materiais: uma raquete com quatro cavidades própria para realização do teste, uma seringa para retirada do reagente do vidro, e por fim a solução para o teste de CMT. 

Avaliação do teste de CMT antes da adoção do novo manejo de ordenha

 

CMT 2

Na primeira avaliação antes da adoção de boas práticas de higiene no manejo de ordenha, pode ser observado que o grau de mastite que teve maior resultado foi o negativo com 38 quartos mamários.

Avaliação do teste de CMT após da adoção do novo manejo de ordenha

 

CMT 3

Quando a adoção das boas práticas de higiene é aplicado corretamente pode ser observado que os resultados surtem positivamente, sendo observado que o grau de mastite que teve maior resultado foi o negativo com 44 quartos mamários.

 

Portanto, este estudo comprovou que a adoção de um correto manejo de higiene na ordenha, reduziu os casos  de mastite, influenciando positivamente nos resultados do teste de CMT.

 

A mastite além de ser uma doença muito comum, traz grandes prejuízos produtor. Conheça dicas para prevenir a mastite:

 New call-to-action

 

 

Fundação Roge

Fundação Roge

Apaixonados por educação para o campo! Incansáveis. Ilimitados. Somos um time de talentos, prontos para realizar, para encantar e mais prontos ainda para transformar.