Blog

6 Medidas para evitar a pneumonia em bezerras




6 Medidas para evitar a pneumonia em bezerras

Texto baseado em conteúdo abordado pela Médica Veterinária Sinara Gomes para o Clube Leiteiro.

 

A pneumonia é a segunda causa de mortalidade dentro dos bezerreiros (a primeira é a diarreia), merecendo muita atenção. Esse quadro de desafios pode variar de região para região, merecendo, de qualquer forma, grande atenção por parte da fazenda leiteira sempre.

A pneumonia que acomete as bezerras leiteiras tem vários agentes causadores, o que gera certa dificuldade na identificação da causa para o tratamento correto. Pode ser causada por vírus, bactérias, mycoplasmas ou parasitos, sendo os vírus e as bactérias os mais importantes, os mais presentes dentro dos quadros de pneumonia nos bezerreiros.

Geralmente, a infecção viral é a primeira a acontecer, causando bastante dano pulmonar que pode abrir portas para a chegada de outros agentes, como a bactéria. 

Mecanismos da pneumonia

 

A pneumonia está sempre acompanhada de quadros de estresse que são muito comuns nesse início de vida das bezerras leiteiras, como por exemplo:

  • o próprio nascimento
  • transporte
  • poeira
  • mudança de lote
  • mudança de dieta
  • desmama
  • aumento de lotação
  • alterações climáticas
  • entre outras

 

Todas essas mudanças podem desencadear uma infecção inicial (geralmente causada por vírus) que vai, a princípio, debilitar as bezerras, baixando sua imunidade e causando lesões em seu trato respiratório. Depois dessa queda de imunidade, é comum o aparecimento de pneumonias causadas por agentes oportunistas como as bactérias.

A pneumonia geralmente acomete animais mais velhos (mas não é regra!), nas fases de desmama, pós-desmama e recria.

Medidas a serem tomadas para evitar a pneumonia

 

1- Diminuir o contato dos animais uns com os outros

Como a pneumonia já é uma doença que tende a aparecer quando os animais já estão agrupados, é necessário tentar diminuir esse contato. Uma sugestão é colocá-los em local mais aberto, fornecer mais metragem em seu espaço, evitando a superlotação. Mesmo não conseguindo evitar a doença, pelo menos se consegue diminuir o número de casos desta forma.

2- Garantir um ambiente ventilado e com entrada de luz solar

As bezerras devem estar em um ambiente onde acontece a renovação frequente do ar e onde a luz solar possa alcançar. Isso permite a dissipação de patógenos que possam estar presentes. 

3- Ter uma colostragem e cura de umbigo eficientes

A colostragem garante a primeira linha de imunidade das bezerras e a cura correta do umbigo fecha as estruturas que estão ligadas ao corpo inteiro desse animal e que estavam abertas no parto.

4- Observar atentamente os sintomas

As bezerras com pneumonia podem ou não apresentar febre, podem estar com ou sem tosse, podem ou não apresentar secreção, ruídos pulmonares e lacrimejamento. Portanto, não devem ser sintomas determinantes de pneumonia. O animal doente pode apresentar um ou mais sintomas associados em um quadro de pneumonia. 

FIQUE DE OLHO!

A bezerra com pneumonia está sempre cansada, para de comer e tende a ficar mais em pé e com a boca sempre aberta.

5- Adotar um bom protocolo de vacinação das vacas e novilhas no pré-parto

Elas reagem à vacina e enviam anticorpos para o colostro que será fornecido às bezerras recém-nascidas de forma imediata.

6- Fazer a vacinação intranasal das bezerras, com posterior reforço

É importante lembrar que com essas medidas de prevenção, não conseguimos extinguir os desafios do ambiente, mas conseguimos minimizar o número e a gravidade dos casos de pneumonia na fazenda.

Como tratar a pneumonia das bezerras?

 

É necessário fazer o uso de antiinflamatórios, expectorantes e mucolíticos para auxiliar na saída da secreção, controlar a dor e a febre para oferecer maior bem-estar, manter os animais hidratados para receberem melhor a medicação e reagirem melhor ao tratamento. E pode ser necessário o uso de antibiótico mediante infecção bacteriana e ou cruzada.

Importante!

Alinhe sempre o tratamento com o técnico ou veterinário de confiança da fazenda. São eles que podem definir um bom protocolo de medicação para esses animais de acordo com cada desafio de cada fazenda, em cada região.

 

Conheça as 4 doenças mais comuns em bezerras leiteiras e como é possível tratar e prevenir cada uma delas:

Clique aqui

 

 

Fundação Roge

Fundação Roge

Apaixonados por educação para o campo! Incansáveis. Ilimitados. Somos um time de talentos, prontos para realizar, para encantar e mais prontos ainda para transformar.