Blog

4 utilidades do uso de drones na agricultura

4 utilidades do uso de drones na agriculturaTexto baseado no Trabalho de Formação Técnica: “O USO DE DRONES NA AGRICULTURA DE PRECISÃO”, dos alunos Carlos Eduardo Caetano de Freitas e Hugo Batista Alvarenga, da Academia do Leite/Fundação Roge, orientados pelo professor Thiago Morais Duarte em novembro de 2019.

 

O termo “Agricultura de precisão” é relativamente novo, mas desde o século passado, os agricultores já gerenciavam suas lavouras de forma localizada. As tecnologias cada vez mais presentes estão aprimorando esse gerenciamento. Um exemplo disto é a utilização crescente dos drones que têm trazido maior precisão e menor probabilidade de erros.

Áreas de atuação da agricultura de precisão:

 

  • Análise de solos
  • Aplicação de fertilizantes e corretivos a taxas variáveis
  • Taxas variáveis de acordo com o potencial produtivo da área
  • Supervisão da lavoura e mapeamento de pragas e doenças
  • Colheitas com máquinas com sensores de produtividade
  • Geração de mapas de produtividade
 
Vantagens da agricultura de precisão
 
Imagem 11

Fonte: Aegro, 2019

O uso de drones

 

Originados nos Estados Unidos da América (EUA), o drone atua nas áreas de: Infraestrutura, Transporte, Segurança e Agricultura.

Na agricultura, são utilizados para monitorar o desenvolver da lavoura com mais precisão, sanando as suas necessidades e fazendo com que se tenha uma maior produtividade. Com o uso de diferentes câmeras é possível obter imagens hiperespectrais e multiespectrais. 

O apoio dos softwares

 

Os softwares para agricultura de precisão têm sido um grande aliado dos produtores, apesar das dificuldades geralmente encontradas em sua utilização por grande parte deles.

A administração de grandes áreas necessita de muita atenção do produtor e o setor agrícola, especificamente, tem optado pela utilização de softwares para auxiliar o processo de obtenção de dados e melhoria dos resultados.

Além dos softwares para se trabalhar com imagens geradas por drones, os softwares de gestão facilitam as tarefas no dia a dia de uma propriedade.

Como os drones podem ajudar a agricultura?

 

1. Detecção de falhas de plantio

Como os drones podem ajudar na agriculturaFonte: Droneng, 2019

Ajudam no controle da população de plantas, detectando falhas consideráveis. Auxiliam assim, nas decisões de replantar, saber a quantidade de mudas a comprar e na tomada de ação.

O replante das falhas pode evitar a queda da produtividade e otimizar o rendimento na mesma área. E o manejo mecanizado pode aumentar a perda da produtividade gerada pela falta de controle do tráfego na lavoura.

 

2. Contagem de plantas

Contagem de plantasFonte: Docplayer, 2019

Para a contagem de plantas, a aeronave pode ser utilizada para sobrevoar a plantação, registrando imagens que são, posteriormente, processadas em um software. Os drones informam o número exato das culturas no campo, sendo possível analisar a eficiência do plantio e mensurar a colheita final. Esse sensoriamento remoto influencia diretamente no desempenho de uma lavoura.

“Uma das coisas mais animadoras, é a habilidade de saber exatamente quantas plantas você possui em sua propriedade.  Ao invés de confiar na contagem manual e em pequenas proporções de uma área, dessa forma, o produtor consegue economizar tempo em campo, mão-de-obra, além de gerar estimativas de produção para a safra.” Carlos e Hugo.

 

3. Identificação de pragas

Identificação de pragas

Algumas pragas transmitem agentes que causam doenças às plantas. As que atacam a parte aérea das plantas normalmente são mais fáceis de serem visualizadas. Pragas de hábito subterrâneo podem gerar danos e serem confundidas com deficiências nutricionais. São exemplos de pragas mais comuns:

  • Lagarta-do-cartucho;
  • Larva-alfinete;
  • Cigarrinha-do-milho;
  • Pragas de hábito subterrâneo;
  • Pragas secundárias e ocasionais.

 

Para essa identificação com os drones, o método ainda é pouco estudado, os sensores ainda não são muito precisos. A ideia é que, com o mapeamento de pragas e doenças gerado pelo drone, as imagens permitem que os produtores diferenciem as plantas saudáveis, as infectadas e como está sendo a proliferação da praga de forma eficaz. 

4. Pulverização

O drone pode ser utilizado como pulverizador em locais onde se tem maior dificuldade de acesso, sem acarretar perdas por pisoteio.

Etapas:

  • O preparo da calda é realizado sempre da mesma forma;
  • Os produtos podem ser colocados nos locais onde realmente são necessários;
  • Economia dos produtos fitossanitários, otimizando nossa operação em campo.

 

Benefícios:

  • Substituição dos trabalhadores pelo drone, o que acaba eliminando o risco de exposição de pessoas aos produtos utilizados;
  • Controle do equipamento remotamente.

 

Carlos Eduardo e Hugo destacam que “A utilização dos drones e softwares podem facilitar a vida dos produtores, conseguindo obter dados de forma mais rápida e mais precisa para a produtividade e o gerenciamento. Ainda apresenta uma grande dificuldade por causa do seu alto custo. Muitos produtores ainda ficam inseguros em investir nessas ferramentas, mas o mercado vem se desenvolvendo em grande escala, procurando ajudar cada vez mais os produtores a se tecnificar e conseguir obter sempre bons resultados. Com o incentivo de produtores que utilizam a técnica da agricultura de precisão, esses números só têm a crescer cada vez mais devido à facilidade para tomadas de decisões, inclusive com investimentos de forma mais direcionada e precisa.”

 

Quer saber porque  é importante usar um programa na gestão da atividade leiteira?

Clique aqui

 

 

Fundação Roge

Fundação Roge

Apaixonados por educação para o campo! Incansáveis. Ilimitados. Somos um time de talentos, prontos para realizar, para encantar e mais prontos ainda para transformar.