Cuidados no gerenciamento do descarte de vacas leiteiras

cuidados no gerenciamento do descarte de vacas.jpg

A decisão do descarte influencia diretamente na lucratividade da fazenda de leite. Por isso, é importante que o produtor conheça os tipos de descartes, esteja ciente dos seus índices de desempenho, saiba formas de reduzir o descarte involuntário, entre outras ações que ajudem na decisão da melhor forma de descartar os animais.

Com o descarte, a propriedade pode gerar recursos financeiros para utilizar na renovação do rebanho e em outras atividades necessárias, como reformas de pastagens, equipamentos, etc.

Tipos de descarte:

Descarte Involuntário

É aquele que ocorre por problemas como morte acidental (queda, picada de cobra, problemas no pós parto, entre outros). Este tipo de descarte gera prejuízo direto para o produtor.

Descarte Voluntário

É realizado quando a decisão é feita pelo produtor. A seleção é feita analisando fatores produtivos, reprodutivos, idade, problemas de casco e outros. Neste tipo, muitas vezes são descartados animais sadios, produtivos e geralmente isso ocorre para conter o aumento de animais no plantel ou para gerar receita para outros investimentos.

Na pecuária de leite, em geral, os principais motivos de descarte avaliados pelos produtores são:

  • baixa produção dentro do plantel
  • idade
  • problemas reprodutivos
  • persistência de mastite

Devido aos prejuízos gerados pelo descarte involuntário, o pecuarista leiteiro deve diminuir ao máximo possível a taxa de descarte involuntário e manter no rebanho vacas saudáveis e longevas.

Cuidados no gerenciamento do descarte

Não passe adiante seus problemas!

No momento do descarte, o produtor deve estar atento para que os problemas no seu rebanho não sejam repassados a outros produtores. Para aqueles problemas persistentes o melhor a fazer é encaminhar os animais para abate para manter sua integridade no mercado.

Avalie cuidadosamente seu rebanho

Outro fator importante na hora do descarte é analisar aqueles animais que estão produzindo e gerando receitas enquanto outros no mesmo momento estão gerando custos como na cria e recria ou aqueles animais que tem um período seco maior do que a média do rebanho.

Avalie constantemente seus resultados

O produtor que possui uma visão gerencial faz seu planejamento de descarte com base na análise dos fatores que o levaram até essa decisão, e faz dessas informações um guia útil para identificar corretamente áreas potenciais de problemas na administração do rebanho e até mesmo avaliar a necessidade de implantar programas de prevenção de doenças e treinamentos de colaboradores.

 

** Colaboração: Prof. Sebastião Ferreira e Silva

 

Animais doentes são o principal motivo de descarte involuntário na fazenda de leite. Conheça as doenças mais comuns que podem afetar o rebanho:

Clique Aqui

Fundação Roge
Escrito por Fundação Roge

Apaixonados por educação para o campo! Incansáveis.Ilimitados. Somos um time de talentos, prontos para realizar, para encantar e mais prontos ainda para transformar.

Blog Fundação Roge

Tudo sobre bovinocultura leiteira.

 

Inscreva-se em nosso blog!

Artigos Recentes

New Call-to-action